ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Gabinete da prefeita

Seis cooperativas de reciclagem se tornam de utilidade pública

Prefeita sancionou a lei 6.669, que beneficia as entidades, na tarde desta quinta-feira

Por Kimberlly Kappenberg 10-01-2019 | 17:40:52

Sancionada nesta quinta-feira (10), uma nova lei tornou de utilidade pública seis cooperativas de Pelotas, incentivando a política de reciclagem no município. De número 6.669, a proposição do vereador Fabrício Tavares (PSD) foi assinada pela prefeita Paula Mascarenhas em cerimônia no Salão Nobre do Paço Municipal, com a participação de representantes das instituições beneficiadas.

Fotos: Gustavo Vara

A valorização de uma atividade que, além de gerar emprego e renda para muitas famílias, também contribui para disseminar a consciência ambiental entre os pelotenses, foi destacada pela prefeita, que elogiou a seriedade do trabalho desenvolvido na Cooperativa Pelotense de Prestação de Serviços e Ação Social (COOPEL), Cooperativa de Trabalho de Catadores da Vila Castilho (COOPCVC), Cooperativa de Trabalho da Vila Governaço (COOPERICLAÇO), Cooperativa de Trabalho dos Agentes Ambientais (Fraget – COOTAFRA), União Cooperativa dos Catadores de Resíduos Sólidos (UNICOOP) e Cooperativa de Trabalho e Reciclagem (COORECICLO).

“Vocês ajudam a tornar Pelotas mais saudável ambientalmente e sustentável. É um trabalho importantíssimo, que tem um alcance social. Queremos desenvolver a atuação de cooperativas sérias, que compartilham os ganhos e contribuem para uma cidade melhor, com mais qualidade de vida”, disse Paula.

A chefe do Executivo lembrou ainda do ciclo virtuoso de que resulta a atividade de reciclagem, ao tornar o município mais bonito e atrativo a turistas e investidores. Por isso, a legislação dá mais oportunidades aos catadores e torna Pelotas mais limpa, com apoio do Poder Público e da sociedade a um trabalho sério e honesto.

A maior facilidade para receber doações, participar de licitações e outros processos para captação de recursos, a partir da vigência da nova lei, foram pontos ressaltados por Suelen Oliveira, que foi a escolhida para falar pelas seis entidades durante a cerimônia. “É um grande reconhecimento, resultado de um trabalho de três anos. Com ele, teremos acesso a programas e recursos do Governo Federal”, afirmou a representante.

Esse foi um dos pontos que levou o presidente da Câmara de Vereadores a abraçar a causa. Ex-secretário de Qualidade Ambiental, Fabrício Tavares espera que a lei também diminua antigos entraves burocráticos, que dificultavam a execução da atividade, e ainda alavanque a coleta seletiva.

A conquista das cooperativas contou com a participação do vice-prefeito Idemar Barz, dos secretários de Governo e Assistência Social, Clotilde Victória e Luiz Eduardo Longaray, do vereador Ademar Ornel (DEM), e de servidores do Departamento de Educação da Secretaria de Qualidade Ambiental e do Núcleo de Educação Ambiental em Saneamento do Sanep.

Tags

reciclagem, cooperativas, utilidade pública

Carregando 0%