ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Saúde

Município inicia a segunda etapa do Acolhe Bem

Unidades que constituem a rede de Atenção Primária em Saúde de Pelotas passarão pela qualificação com Linhas de Cuidado e Atendimento Coletivo, com base na educação permanente de profissionais

Por Marina Amaral 30-09-2022 | 18:00:50

Como parte do processo de qualificação da Atenção Primária em Saúde de Pelotas, o Município deu início, nesta sexta-feira (30), à segunda etapa do programa Acolhe Bem, inserido no projeto de expansão dos conceitos da Rede Bem Cuidar, com a qualificação das Unidades com Linhas de Cuidado e Atendimento Coletivo, tendo como base a educação permanente de profissionais. Cerca de 800 pessoas, das 50 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e das duas Unidades Básicas de Atendimento Imediato (Ubais), receberão a formação. 

Unidades Básicas e Ubais participam da formação - Fotos: Rodrigo Chagas

O Acolhe Bem foi implantado em abril deste ano, com acolhimento de classificação de risco em todas as UBSs e Ubais, conforme lembrou a diretora da Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Luciana Nunes Soares. A partir deste momento, inicia-se a qualificação do processo de trabalho, com as Unidades trabalhando fluxos de todas as linhas de cuidado. 

“Primeiramente, cada Unidade escolhe uma linha de cuidado e os profissionais passam três meses se especializando nesse módulo. Após finalizar a especialização, outra linha de cuidado é escolhida, seguindo a mesma função e período de capacitação. Ao todo, são sete módulos, que vão se estender até o primeiro semestre de 2023, até que todas as Unidades se qualifiquem em todas as linhas de cuidado”, detalhou Luciana.

Segundo a titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Roberta Paganini, essa ação não se trata apenas de capacitação técnica dos profissionais envolvidos, mas, sim, de mudança de processos e cultura dentro da Atenção Primária. “Assim que as Unidades finalizarem a especialização em uma linha de cuidado, elas se tornam referência no atendimento para as outras. No final do processo, todas as Unidades serão modelo uma para as outras. É um grande desafio, mas não tenho dúvida de que iremos conseguir”, destacou a secretária.

A metodologia dessa segunda etapa do programa vai compreender oficinas de sensibilização (com dinâmicas, visitas, áudios, vídeos, teatro e discussão de casos, entre outros), problematização por meio da avaliação do processo de trabalho e discussão, formação técnica, e mudanças de processos de trabalho através da criação de planos de ação. 

O processo terá como base a educação permanente, que consiste na proposta de aprender, trabalhar em equipe, construir cotidianos e eles mesmos se constituírem como objeto de aprendizagem individual, coletiva e institucional, para gerar reflexão sobre o processo de trabalho, autogestão, mudança institucional e transformação das práticas em serviço.

Tags

acolhe bem, atenção primária, saúde, formação

Carregando 0%